Viagem de carro para o Pantanal com crianças

Estrada Nossa viagem para o Pantanal foi de carro. De Curitiba até a Estrada Parque Pantanal Sul foram um pouco mais de 1300 km. Nós escolhemos ir de carro por 2 motivos: o primeiro foi por uma questão econômica. Quem tem 2 filhos sabe que comprar passagem para família toda pode ficar bem salgadinho. (A não ser que sejam compradas com antencedência e em promoção). O transfer entre o aeroporto e o hotel também ficaria bem mais $$$. Mas o motivo principal da viagem é que a gente realmente queria fazer uma viagem em carro em família. Como fazíamos quando éramos pequenos. Nós gostamos.

Viagem de carro

Esta é a placa que indica que animais silvestres podem atravessar a estrada. Vimos muitos, de diversas espécies ao longo da viagem.

VEJA UM POST COMPLETO COM DICAS DE VIAGEM DE CARRO AQUI

A ida foi feita em 3 etapas:

1º dia – Curitiba – Arapongas (380km):

Saímos perto das 20h de Curitiba (depois do expediente) e rodamos 5 horas.

Comentários: Achei que valeu a pena. As crianças dormiram e a estrada estava vazia (este trecho tem muitas cidadezinhas e bastante movimento de dia).IMG_0686bx

2º dia – Arapongas – Campo Grande (610 km):

Saímos as 7h da manhã e chegamos em Campo Grande as 15h (o fuso lá é 1h de diferença).

Comentários: Este trecho foi bem mais tranquilo do que imaginamos. A estrada no Mato Grosso do Sul é bem menos movimentada do que no Paraná e em São Paulo e tem menos curvas. É preciso prestar atenção aos animais que podem atravessar a pista, principalmente no fim da tarde. Vimos muitos tamanduás bandeira mortos.Viagem com crianças

  • Paramos para almoçar na estrada e comemos um churrasco muito bom;
  • As crianças adoraram um posto perto de Presidente Prudente cheio de esculturas de “animais gigantes”
  • Achei a estrutura dos banheiros dos postos, de forma geral, bem melhores do que quando eu era pequena): limpos, com papel higiênico.
  • Na estrada a temperatura estava cerca de 32ºC (2 dias depois pegamos perto de 10ºC)
  • Estradas bem sinalizadas e em bom estado de conservação.Viagem de Carro com CRianças

3º dia – Campo Grande – Estrada Parque Pantanal Sul (310km)IMG_0695bx

Saímos perto das 6h do hotel e chegamos na Ponte 20 às 10h30. Até a Estrada Parque Pantanal, toda a estrada é asfaltada. Ela fica entre Miranda e Corumbá.

Comentários: Saímos tão cedo porque neste dia tinha jogo do Brasil na Copa. Na ponte 24, pegamos um barco de navegamos pelo rio Abobral por cerca de 40 minutos para chegar no hotel. O jogo era ao meio-dia (horário local).IMG_0969bx

 

Liberdade de mudar os planos

Acho que uma das grandes vantagens de viajar de carro é poder parar quando quiser e ter a oportunidade de mudar os planos. Eu nunca cancelo ou altero uma viagem de avião, por exemplo, por causa dos custos que isto pode acarretar.

Bom, nesta viagem, mudamos nossos planos e decidimos ir para Bonito ao invés de voltamos para casa. A principio eu pensei que não valia a pena pois seriam pouco tempo. Mas depois de pensar um pouco e ver que Bonito ficava a cerca de 150 km de onde estávamos, decidimos ir. Foi incrível, a melhor coisa que poderíamos ter feito. Mas isto já é outro post.

Emas que vimos na estrada

FAQ ou 5 perguntas sobre a viagem uma viagem de carro longa em família:

  1. Não foi cansativo?

    R: Foi bem menos cansativo do que eu imaginava que seria. Na verdade foi muito bacana. Acho que a família acaba ficando mais unida depois de uma road trip

  2. As crianças não brigam?

    R: Brigam. E o pior, parece que sempre que estamos entrando em uma cidade ou em um local onde nos sentimos meios perdido e precisamos prestar mais atenção, eles brigam mais. Quando isto acontece é irritante!!! Aliás, no começo da viagem, parece que eles ainda não tinham encontrado o espaço deles no carro. Um incomodava o outro. No fim, estavam super “encaixadinhos”, dormindo, brincando, se divertindo.

  3. Você tambem dirigiu ou só o seu marido?

    R: Eu dirigi, por algumas horas, tanto na ida como na volta.

  4. Como distrair as crianças em uma viagem tão longa?

    R: Algumas brincadeiras são “clássicos” nas nossas viagens (carro vermelho, plaquinha, “pessoa, lugar ou objeto”, qual é a musica…), mas nesta viagem descobrimos várias novas em um jogo de cartas com 52 brincadeiras da minha mãe! A família aprovou!!! Uma das brincadeiras que fez sucesso foi: as crianças escolhem 3 palavras que ninguém pode falar até o fim da viagem (por exemplo: carro, mãe e fome). Aí, um tenta fazer o outro falar estas palavras. É muito divertido!!

    Além das brincadeiras, aproveitamos para colocar o papo em dia, conversar sobre as expectativas do destino, dormir, e quando bate tédio, dar uma parada para tomar um sorvete e esticar as pernas.

  5. Vocês usaram mapas? Como sabiam onde tinha um post ou um restaurante para comer?

    R: Antes de ir perguntamos para amigos que ja fizeram este trajeto, para outros que moram na região e no hotel qual estrada era melhor. Durante a viagem usamos o googlemaps no celular mesmo.

Mapa e brincadeira

Outros posts sobre o Pantanal:

Hotel no Pantanal: Xaraés

10 animais que vimos no Pantanal 

 

Viagem de carro para Pantanal

A Estrada mais bonita do Mundo: nosso roteiro de motorhome no Canadá

Viagem Canadá

A “Estrada Mais Bonita do Mundo” liga os parque nacionais de Banff e Jasper. Ela tem apenas 290 km e fica em Alberta, no sudoeste do Canadá. Nós conhecemos esta estrada de motorhome, mas também é possível percorre-la de carro, de moto e até de bicicleta! Algumas pessoas apenas vão direto para algum um ponto específico dela como o Lake Louise.

Pode parecer estranho achar uma estrada TÃO linda, mas a ela é realmente de tirar o fôlego. As montanhas, com seus picos nevados revelam cenas belíssimas a cada curva. Os rios, formados pelo desgelo da neve, tem tons de azul e verde por causa de substâncias (minerais) que existem nas pedras e são levadas pela água;

Peyto Lake

Para completar, ao logo da viagem surgem animais como cervos e cabritos.

Animais na estrada

Fizemos os quase trezentos quilômetros em 5 dias. No verão, anoitece tarde, depois das 22h, então o dia rende. Ao longo da Icefields Parkway,  existem diversos campgrounds, quando o fim do dia se aproximava escolhíamos aquele em que passaríamos a noite.

A cada 10 ou 20 km há pontos onde é possível parar para tirar foto, fazer trilhas, fazer um picnic ou mergulhar (exclusivo para pessoas insensíveis ao frio ou crianças que não se importam em nadar na água da geleira).

Banff e Jasper são super charmosas, cheia de restaurantes simpáticos, lojinhas e hotéis. Elas concentram algumas atividades como teleféricos, banhos termais, rafting, etc. Fiquei morrendo de vontade de passar uns 4 dias em cada uma delas!

Banff

Uma das principais atrações da região são os lagos Lake Louise e Morraine. Os dois são tão lindos que parecem artificiais. O acesso a ambos é bem fácil, com estrada pavimentada até um grande estacionamento. Para os mais aventureiros há algumas trilhas pelas montanhas. Na beira do Lake Louise fica o Fairmont, um super hotel tradicional e luxuoso.

Morraine Lake

Outras atrações ao longo do percurso são o Athabasca Glacier: uma geleira que alimenta 3 oceanos: o Pacífico, Atlântico e o Ártico e o Athabasca Falls.

Athabasca

Tenho tantas fotos e tantas dicas de cada um deste lugares que vou precisar muitos posts para contar tudo! Este mapa (que encontrei aqui) pode ajudar um pouco a entender o trajeto e a localização de algumas destas atrações!

mapa Estrada mais bonita do mundo

Como chegar

Nós alugamos o motorhome em Vancouver, que fica a 800 km. Embora seja uma relativamente longe, foi uma viagem divertida, afinal era nossa estreia em um RV. Fizemos uma parada na ida e outra na volta em campings super simpáticos e com infra-estrutura.

Outra possibilidade seria pegar um voo para Calgari, que fica a  apenas 120km de Banff, e alugar o motorhome lá.

Quando ir

A melhor época para conhecer a “Estrada mais bonita do mundo” é entre julho e setembro. A temperatura neste período é muito agradável durante o dia (cerca de 22C) e mais fresquinha durante a noite (chega a cair 10 C). No inverno a neve toma conta da estrada.

IMG_6671bx

 

 

Outros Posts da Viagem:

 

• Canadá com crianças um destino surpreendente

• Vancouver com Crianças

• Victoria com Crianças

• Como é Viajar de Motorhome

• A Estrada Mais Bonita do Mundo

 Capilano Bridge: a maior ponte pensil do mundo

• Roteiro pela estrada mais bonita do mundo – Icefields Parkway

• Butchart Gardens

Como é viajar de motorhome

Eu tenho muitas coisas para contar sobre a viagem no Canadá. Mas sem dúvidas, a mais divertida de todas é sobre o trecho que fizemos de motorhome.

Motorhome por dentro

Nossa família gosta de viajar e gosta de aventura, mas nenhum de nós havia feito uma viagem de motorhome ou mesmo de trailler. Nossa experiência se limitava a acampar. Mesmo assim, faz muito tempo que não acampamos (estou descontando os acampamentos no aniversário do Pedro, em casa). Era um sonho antigo de todos. Meu pai já tinha até feito carteira de habilitação para dirigir caminhão (em alguns países é necessário ter este tipo de carteira para dirigir o motorhome).

O Canadá foi escolhido por vários motivos:

Motorhome no Canada

• o país é conhecido por paisagens belíssimas. O trecho que percorremos, entre as Rocky Mountains é chamado de “a estrada mais bonita do mundo”. É tudo tão bonito que parece aqueles quebra-cabeças de 5000 peças!

• as estradas são boas e preparadas para receber motorhomes. Sinalizadas, largas e em ótimo estado de conservação;

• existem diversas empresas que fazem locação de motorhome na região.

RV CANADA

Foram 7 dias viajando. Como éramos 8 pessoas (incluindo as 2 crianças) precisamos alugar 2 RVs (motorhome também é chamado de Recreational Vehicle). O maior era para 7 pessoas. Com duas camas de casal, fogão, pia, banheiro, chuveiro, microondas, geladeira e mesa com 4 lugares. A noite, o sofá e a mesa viravam cama. A cabine era ligada com o resto do veículo.

O outro era um pouco menor. O carro era uma pick up (grande) cabine dupla. Este era para 3 pessoas e não havia ligação entre o carro e a carroceria. Mas ele também tinha fogão, pia, geladeira, banheiro e chuveiro.

Jasper National Park

Fogueira camping

Existem 2 grandes vantagens em viajar no próprio local onde se dorme: a primeira é que você muda de lugar constantemente mas não precisa fazer e desfazer a mala. Suas coisas estão sempre no lugar, guardadas e organizadas. Um aspecto que conta muitos pontos para quem viaja com dois filhos. A outra é que a viagem fica muito mais leve. 5 horas na estrada passam super rápido porque é como se você estivesse na sala de casa e ela estivesse sendo transportada. É preciso usar cinto de segurança, mas é possível levantar para beber alguma coisa, esticar a perna ou comer alguma coisa.

Nós assistimos filme, jogamos baralho e ficamos botando o papo em dia. No total fizemos 2200 km.

Levei a cadeirinha para Luiza aqui do Brasil pois não tinha a intenção de comprar um nova e alugar era muito caro.

No Canadá há muitos campings e campground preparados para receber motorhomes de diversos tamanhos. Eles são super organizados. Na maioria há banheiros limpos, com água quente, rede elétrica e de esgoto para cada veículo. Em cada espaços há também uma mesa com bancos e um espaço apropriado para fogueira.

Motorhome por dentro

Passamos em um wallmart no primeiro dia da viagem e fizemos uma boa compra. Durante a viagem fizemos super refeições e jantares com direito a marshmellow na fogueira de sobremesa.

Family Fun

Viajar de motorhome é uma grande brincadeira. O Nuno estava brincando de dirigir um caminhão, as crianças estavam brincando de fazer aventura, e eu brincando de… ser desapegada. kkkk

Canada com crianças

Acho que o primeiro sinal de que a brincadeira tinha começado foi quando, antes mesmo de sair do estacionamento da locadora, uma mulher que estava entregando seu motorhome veio no oferecer um MACHADO pequeno.

Por um segundo me perguntei: “Por que ela ACHA que vou precisar de um machado?” 

Fato é que usamos. Foi super útil!

Canada

O segundo momento de pânico foi quando ficamos em um campground, no parque nacional de Jasper, onde não havia nem luz, nem banheiro, nem água. Neste dia não tomei banho. No primeiro momento fiquei meio em choque, mas depois cheguei a conclusão que nossos banhos, estes que a gente toma, bem quentes, com muita água, demorados, todos os dias, são OVERRATED

Só para esclarecer, o motorhome tem água, luz, aquecimento, gerador próprio, mas não o suficiente para 6 pessoas tomarem banhos  LONGOS e lavar a louça!

Acabamos alugando os motorhomes em empresas diferentes. O maior era da CRUISE CANADA, que é um pouco mais barata. O menor, foi alugado na CANADREAM, era mais novo.

Canadajul2013522bx

E ai, o que acharam? Rola? Alguma pergunta? dúvidas?

 

OUTROS POSTS DA VIAGEM

• Canadá com crianças um destino surpreendente

• Vancouver com Crianças

• Victoria com Crianças

• Como é Viajar de Motorhome

• A Estrada Mais Bonita do Mundo

 Capilano Bridge: a maior ponte pensil do mundo

• Roteiro pela estrada mais bonita do mundo – Icefields Parkway

• Butchart Gardens

4×4

O Pedro não quis ficar atras da Luiza. 2 meses depois de ela ter caido e cortado a testa, foi a vez dele!

Segunda-feira do feriadão resolvemos ir visitar uns amigos que tem uma casa na serra do mar. É um lugar muito gostoso, na estrada da Graciosa, bem pertinho de Curitiba. Os amigos são ótimos, a casa deles é uma delícia e a melhor parte é que um rio, com uma cachoeirinha, passa por dentro da chácara deles. O dia estava lindo!

Portal da Estrada da Graciosa

 

Depois do almoço eu fui com a Luiza colocar os pezinhos na água geladíssima da cachoeira, passar pelas pedras foi uma aventura, mas deu tudo certo.

Mais ou menos meia hora mais tarade, vi o Nuno e o Pedro, acenei para eles virem até mim (eu estava na bem na região onde a cachoeira faz uma lagoinha), ele estava com o Pedro no colo e fez sinal para eu voltar. Pelo gesto já sabia que tinha acontecido alguma coisa.

Não foi nada grave, ele caiu numa pedra no rio e cortou o joelho, só que foi um corte bem feinho. Mesmo sem ser especialista, dava pra ver que precisava de pontos. Juntamos as tralhas e fomos direto para o hospital. ALgumas horas depois, ele estava com 4 pontos no joelho e a recomendação de não jogar nem Wii, com atestado para faltar a aula de edução física. Natação, só depois de tirr os pontos!!

No dia seguinte fui buscar ele num aniversário e ele estava ES-CA-LAN-DO um morrinho e jogando futebol. Fiquei tão assutada que não soube o que dizer.

Ah, ele está ótimo.