Ferry para Victoria com Pic Nic (Canadá)

Ferry

Para ir de Vancouver para Victoria nós alugamos um carro. Saímos cedo do hotel, aproveitamos para conhecer a Capilano Bridge (post aqui) e embarcamos em Horseshoe Bay. Um ferry tinha acabado de sair quando nós chegamos, e o outro era 2 horas depois, então aproveitamos para fazer um pic-nic, na mini-vila-super-estruturada, que fica ao lado do local de embarque.

Ferry Vancouver to Victoria

Esta mini-vila tem diversos restaurantes de todos os estilos e cafés como Starbucks. Nós compramos o que nos agradava e pegamos uma mesa no gramado com direito a um totem (caracteristico da região), bem pertinho do playground que a Luiza adorou!

Playground Canada

Totem Canada

O ferry é mega super-estruturado parece um transatlântico, com direito a áreas com cadeiras confortáveis,  wi-fi, sala com playground para crianças pequenas, sala com jogos eletrônicos e restaurante da rede White Spot (o mesmo que tinha no nosso hotel em Vancouver).

Kids Zone Ferry

Mais informações sobre o serviço de ferris, aqui: www.bcferries.com

Ferry Victoria

PARA VER MAIS POST SOBRE NOSSA VIAGEM PARA O CANADÁ

 

• Canadá com crianças um destino surpreendente

• Vancouver com Crianças

• Victoria com Crianças

• Como é Viajar de Motorhome

• A Estrada Mais Bonita do Mundo

 Capilano Bridge: a maior ponte pensil do mundo

• Roteiro pela estrada mais bonita do mundo – Icefields Parkway

Butchart Gardens

 

Ai que soninho!!

Apesar dos nosso horários, de estar longe de casa, e de usarmos todos os tipos de meios de transporte existentes (avião, barco, ferry, tuk tuk, taxi, skytrain, metrô, van, ônibus, bicicleta, elefante e camelo) a Luiza dormia todas as tardes, onde quer que ela estivesse.

A primeira foi na rede do pescador no barco em Phi Phi. Alguns pescadores não tinham rede, então improvidamos uma caminha no banco do barco (segunda foto). A terceira foi no barco que atravessa o cruza o rio em Bangkok e a quarta, num barco em Dubai Creek. Na quinta, no colo da tia Gi, dentro da Van. As duas seguintes, no carrinho dela, em qualquer momento da viagem e (como nos templos de Chiang Mai) e na última, Jet Leg no primeiro dia de Bangkok, no Millenium Hotel.

Ferry, barco e depois o paraíso de Phi Phi

Um dia depois já estavamos prontos para outra, e lá fomos nós para o aeroporto de novo! Pegamos um vôo de Bangkok para Phuket. Já no aeroporto encontramos  a mãe e o Clau, em Phuket pegamos uma van para ir para o hotel. O Gui e a Bibi estavam lá, foi muito bom encontrar com eles, almoçamos muito bem em um restaurantinho perto do hotel. Ficou decidido que o FRIED RICE WITH CHICKEN seria o prato tailandês oficial da viagem para as crianças!

Não aguentamos esperar a Gi chegar de Londres pois estavamos muito cansados! Perto das 6 da manhã ela e o Pedro (que estavam dormindo no mesmo quarto) foram bater na nossa porta. Os dois  já estavam super acordados por causa do jet leg. Tomamos café, pegamos a van e fomos para o porto, pegar o ferry para Phi Phi. A esta altura éramos 7 adultos, 2 crianças, 10 malas e um carrinho. Claro que no entra e sai dos hoteis, das van, dos barcos etc, algumas coisas foram se perdendo (esqueci minha filmadora dentro da van).

O ferry foi uma aventura pois estava lotado, todos indo para A PRAIA (o filme A PRAIA com Leonardo Di Caprio foi filmada lá). As pessoas se distribuiam pelos cantos e havia uma pilha de malas (de 200 pessoas) no conves do barco. Meio bizarro, mas deu tudo certo.

Pedro fazendo tatuagem no ferry para se enturmar

Depois pegamos um barco  menor (ou melhor dois, porque nós e a bagagem não cabiamos num barco só) e chegamos no hotel. Phi Phi era tudo o que se falava e muito mais.

Luiza espremidinha entre malas e pessoas

Nosso quarto no Phi Phi The Beach Hotel

E esta era a vista do quarto!